Lula desafia a Justiça e diz que vai concorrer mesmo se for condenado em segunda instância: “MP terá que fazer caçada pública”

COMPARTILHAR

De acordo com a coluna Painel, da Folha, o PT diz que, mesmo condenado em segunda instância, disputará ao menos a metade do primeiro turno da eleição de 2018.

O partido vai desafiar a justiça e emitir a narrativa de que adota a tese segundo a qual nem um veredito desfavorável seria impeditivo para o registro da candidatura. Aliados dizem que se o MP quiser tirá-lo do páreo “terá que fazer uma caçada pública”.

O objetivo é tentar angariar capital político para outro candidato.

O detalhe é que aliados do PT estão achando que a empreitada é de alto risco. É preciso ver que tipos de acordos os petistas farão com aliados para aceitarem participar da candidatura de um possível condenado em segunda instância.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta