Senador que assumirá no lugar de Cristovam Buarque pagou por sexo com adolescente

COMPARTILHAR

BRASÍLIA — Cristovam Buarque, PPS, está pedindo licença do cargo para fazer pré campanha. Quer escutar o que a população pensa de seu mandato, como se não fosse possível descobrir isso por enquanto na internet hoje em dia, mas é claro que não é só isso. Ele também está vislumbrando uma candidatura à Presidência da República.

Para a tristeza de Cristovam, já começou errando. Seu suplente é Wilmar Lacerda, ex secretário do governo de Agnelo Queiroz e atual chefe de gabinete da liderança do PT, e, não bastasse o histórico petista, Lacerda é acusado de manter relações sexuais com uma adolescente.

Uma ocorrência de número 8.355, registrada em 17 de outubro deste ano na 31º Delegacia de Polícia de Planaltina relata que uma adolescente de 17 anos disse ter tido relações sexuais com o petista em troca de alimentos.

A adolescente é da cidade de Planaltina, curral eleitoral do político. Ela alega ter conhecido Lacerda através de uma mulher chamada Rebeca, que “agencia” jovens para homens ricos da região. Em português claro: se trata de prostituição.

 

Leia o trecho da reportagem do site Metrópolis sobre o caso:

“De acordo com a adolescente, o primeiro encontro entre os dois ocorreu em um botequim da Quadra 5 da cidade. Em outro, os dois teriam almoçado no Torre de Pisa, no Shopping Conjunto Nacional. O restaurante é especializado em doces e salgados, mas também vende comida a quilo.

Após a refeição, o petista teria convidado a jovem para o apartamento dele, ocasião em que aconteceu a primeira relação sexual entre os dois.
Apesar das promessas de Rebeca de que seria bem remunerada, segundo relato da adolescente, Wilmar se recusava a lhe dar dinheiro.

A declarante manteve relação sexual com Wilmar Lacerda por cinco vezes, o qual nunca pagou em espécie, pois dizia que não tinha dinheiro, mas sempre pagava um lanche

Trecho do boletim policial

Político não usava camisinha
Após o primeiro encontro, Wilmar e a menina trocaram mensagens pelo WhatsApp e teriam saído mais quatro vezes. Ela conta que, apesar dos pedidos, o futuro senador se recusava a usar camisinha.

“Recorda que Wilmar não gostava de usar preservativo e dizia que não havia risco de a declarante engravidar, pois havia feito um procedimento de retirada de sêmen e guardado em uma clínica”, descreve a garota, em outra parte da ocorrência.

Segundo a adolescente, Rebeca é conhecida em Planaltina por “encomendar” moças jovens e de boa aparência para participarem de festas com homens endinheirados.

Cristovam se diz surpreso
O senador Cristovam Buarque mostrou-se surpreso com a denúncia contra Lacerda e exigiu explicações de seu suplente. “Eu espero que ele me procure. É uma acusação gravíssima, gravíssima, gravíssima”, exclamou o ex-governador do DF.

Questionado se reconsideraria a decisão de se licenciar do mandato caso a polícia comprove os fatos contra Lacerda, o parlamentar preferiu ser cauteloso. “Não quero pensar nessa possibilidade agora. Recebi a notícia e foi um baque muito grande. Espero somente que as apurações sejam as mais rigorosas possíveis”, esquivou-se.

O delegado chefe-adjunto da 31ª DP, Fernando Celso Rodrigues, informou que, por se tratar de um caso envolvendo uma menor de 18 anos, não poderia dar detalhes das investigações.

O Metrópoles ligou e gravou todas as tentativas de contato com Wilmar Lacerda, mas, até a última atualização desta reportagem, ele não havia atendido nem retornado os telefonemas.

Citado no Mensalão
Wilmar foi citado no escândalo do Mensalão como um dos sacadores de R$ 235 mil de propina no Banco Rural. Na época, ele presidia o PT no Distrito Federal.

No governo Agnelo, chefiou a Secretaria de Administração Pública (atual Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão), uma das mais influentes na gestão petista.

A provável entrada de Lacerda no Senado Federal ajuda a amenizar a indisposição do PT desde que Cristovam votou favoravelmente ao impeachment de Dilma Rousseff, em agosto de 2016. O parlamentar chegou a ser chamado de golpista por manifestantes durante uma audiência pública.

Como Wilmar Lacerda é um nome forte dentro do partido, Cristovam ganha pontos com a antiga sigla. Lacerda já foi apresentado no gabinete do senador e firmou o compromisso de manter a mesma equipe do parlamentar, eleito em 2010 com 833.480 votos.”.

As informações são do site Metrópolis

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta