Absurdo: Em Sp, prefeitura quer regulamentar até como motoristas de aplicativos de mobilidade devem se vestir

COMPARTILHAR

SP — Na capital paulista, a intervenção estatal quer definir até mesmo como os motoristas de aplicativos de mobilidade urbana devem se vestir.

O decreto de número 16 de 2017 traz uma série de imposições burocráticas para motoristas e usuários. Tudo feito para dificultar a vida do cidadão de São Paulo.

Entre as mudanças estão a exigência de licenciamento prévio [de até 20 dias] para que os motoristas possam gerar renda; burocracias para o usuário ter acesso à plataforma; novo processo de licenciamento com alta intervenção do poder público com alto custo monetário para os motoristas; limites para motoristas trabalharem. Por exemplo, motoristas de fora da cidade que estiverem em São Paulo não poderão trabalhar na cidade, medida considerada inconstitucional; burocratização do processo de treinamento, com exigência de curso presencial; código de vestimenta para motoristas, determinando como eles deverão se vestir; limite de idade veicular;

Todas essas regras podem atrapalhar o trabalho e a locomoção de milhares de pessoas. É um verdadeiro retrocesso na cidade mais desenvolvida do país.

Confira o documento oficial aqui.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta